segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Andando... e aguardando



A sombra que me persegue
A escuridão que me rodeia
Da falsidade que me bloqueia
O perigo que de perto me segue.

Se um dia acordo muito feliz
Não imagino o que me aguarda
Surpresa do dia, esse guarda
A felicidade que sempre quis.

Mas onde buscar tamanha alegria
No velho pássaro que voou
No bravio dia que se passou
Onde mais ela estaria?

Ou seria ele? Qual o tom da pele?
Estaria na sombra da alma
Ou na mão escondido na palma
Será que algo em mim o repele?

Não sei se fico aqui a esperar
Nas ruas amargas da vida
Na mais íngreme subida
Esperar, esperar ela voltar.

Olha! Caiu uma lágrima aqui
Estou começando a sentir solidão
A lágrima foi direta ao chão
Parece que vem outra ali.

O rosto banhado a brilhar
Ao reflexo da linda lua cheia
Tiro o sapato e ando de meia
Até o rochoso caminho acabar.

E aqui vou andando... e aguardando
A espera da famosa alegria
Acreditando tê-la conhecido um dia
E aguardando... e andando...

2 comentários:

Eline Morais disse...

Meu poeta preferido...
Muito linda...
Estou mais ou menos assim andando e esperando, esperando e andando.
Hehehe

Márcia Gabriella disse...

poesia perfeita ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...